Gabriela







Sobre música.
Eu cresci ouvindo de tudo, do metal ao forró. Isso me fez ser apaixonada por música e uma "music nerd", então é bem difícil falar precisamente sobre meu gosto, mas posso dizer com certeza que o que eu mais ouço é Hip Hop, New Soul e música experimental.






Sobre racismo.
Eu sinto mais essa coisa do racismo geralmente na diferenciação que fazem entre negros e brancos em espaços públicos. Tem lugar que o branco pode entrar, sair, subir no teto e tá tudo bem, é normal. Agora se for um negro fazendo, ou as vezes nem fazendo nada, vira um escarcel.







Sobre Music Videos.

Videoclipes por muito tempo foram minha obsessão, já perdi (ou ganhei) muitas horas assistindo MTV. Se a música já transporta as pessoas, com um materisl visual faz isso mais ainda, é uma coisa mágica. Hoje as produções tem uma estética mais retrô e muita preocupação com a fotografia, tem muita coisa linda saindo. Um dos meus projetos de vida é dirigir ou produzir um.






Sobre estilo.

Meu estilo é básico mas meio doido, eu gosto de misturar roupas masculinas e femininas de várias décadas porque sou super saudosista, e também nunca liguei pra essa coisa de gênero de roupa. Agora por exemplo eu to muito na vibe de anos 70 e anos 2000. Por conta disso eu só compro em brechó. Pego muita inspiração das minas californianas que eu sigo no insta, filmes antigos, clipes, fotos da minha mãe jovem que era super style. Também tenho uma marca, a @guerowsp que faz um streetwear leve mas sempre com um significado/tema por trás.








Sobre cabelo afro.
Minha opinião é que todos são lindos, e pra mim não tem regra. Na real até prefiro cabelos com menos definição, o cabelo afro não precisa ser perfeito como o que infelizmente é vendido pela indústria e pela mídia. O que acho que virou um tabu agora é meninas que ainda alisam ou querem alisar o cabelo, e todo mundo julga como ser crespa seja uma obrigação.





Playlist feita com amor pela Gaby.


DI@DIRODRIGUES.COM . SÃO PAULO, SP. BRAZIL, CONTACT. +55 11 98107—1577